J.J.D


LIGA MUNICIPAL
DE FUTEBOL AMADOR DE MARINGÁ

(Regulamento)

Campeonatos Regionais
Categorias de Base 2017
(2º semestre)
                      
Copa Catedral


Gestão: Dirceu Oscar de Mattos

2014/2018

Regulamento dos Campeonatos Regionais de Categorias de Base 2017 (2ª Semestre)

Capítulo I: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Artigo 1: Os Campeonatos de Categorias de Base 2017- Sub 11, Sub 13, Sub 15 e Sub 17 promovidos e organizados pela Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá, serão disputados nas conformidades do presente Regulamento, normas da arbitragem e leis de entidades superiores.

Artigo 2:  Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a competição e entra em vigor após sua homologação pela Presidência.

Artigo 3:   A competição será iniciada oficialmente nos dias 02 e 03/09/2017, participam da mesma as seguintes equipes:

                                              Sub 11

Grupo A
Grupo B
Laranja Mecânica
Country Club B
Kantu da Bola
Country Club A
Instituto Alex Santos
Iguatemi FC/Amistosos/Projeto Fênix
Atlético Maringaense
R2 Football Team/Grêmio F.P.A
Toque de Mestre
Projeto Social Índio
Paiçandu
Cocamar


                                                Sub 13

Grupo A
Grupo B
Laranja Mecânica
E.F.F.Amistosos A
Kantu da Bola
Country Club
Instituto Alex Santos A
Iguatemi FC/Projeto Fênix
Atlético Maringaense
R2 Football Team/ Grêmio F.P.A A
Marialva
Itambé
Paiçandu
E.F.F.Amistosos C
C.E.Miosótis SESP/UEM
Instituto Alex Santos B
E.F.F.Amistosos B
R2 Football Team/ Grêmio F.P.A B


     
                                                 Sub 15

Grupo A
Grupo B
Laranja Mecânica
E.F.F Amistosos A
Kantu da Bola
ADAL/FECAM  
Instituto Alex Santos  A
Iguatemi FC/Projeto Fênix
Atlético Maringaense
R2 Football Team/ Grêmio F.P.A
Toque de Mestre
Itambé
C.E.Miosótis SESP/UEM
Cocamar
E.F.F.Amistosos B
Instituto Alex Santos B


                                               Sub 17

Grupo A
Grupo B
Atlético Maringaense
Iguatemi FC
Projeto  MT
Itambé
Paiçandu
C.A.Alvorada
C.E.Miosótis SESP/UEM
FUT Vida/Mandaguaçu

Capítulo II: DO SISTEMA DE DISPUTA

Artigo 4: - Primeira Fase: Nas categorias Sub-11, Sub-13 e Sub 15 serão formados dois grupos (A e B), as equipes se enfrentam dentro do próprio grupo em turno único, classificando-se as quatro melhores de cada grupo para a segunda fase. Na categoria Sub-17, na primeira fase todos se enfrentam dentro do próprio grupo,na sequência grupo x grupo e será disputada em turno único, classificando-se as duas melhores de cada grupo para a segunda fase (Semifinais). O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Se houver empate em números de pontos a equipe classificada será aquela que tiver melhor índice técnico da primeira fase, de acordo com o artigo 8 do regulamento.


Artigo 5: Segunda Fase: (Quartas de final): Sub- 11 , Sub- 13 e Sub- 15: as oito equipes classificadas da 1ª fase serão distribuídas em quatro grupos de duas equipes em cada (C, D, E e F), o jogo será único e dentro do próprio grupo , as equipes de melhores campanhas em cada grupo tem a vantagem do empate. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Caso as duas  equipes empatem em números de pontos será aplicado o critério por índice técnico de acordo com o artigo 8 do regulamento.

Sub 11,  Sub 13 e Sub 15 :

Grupo C  1ª A x 4ª B
Grupo D  1ª B  x 4ª A    
Grupo E  2ª A x 3ª B
Grupo F  2ª  B x  3ª A

Artigo 6:   Terceira Fase (Semifinais): Sub 11, Sub 13 , Sub 15 e Sub 17: Será disputada a fase semifinal em jogo único, se houver empate a decisão será em penalidades máximas. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Para a Sub 17 trata-se da segunda fase e será disputada no mesmo sistema do artigo 6.

Sub 11, Sub 13 e Sub 15 :

Grupo G    vencedor Grupo C x vencedor Grupo F
Grupo H   vencedor Grupo D x vencedor Grupo E

Sub 17

Grupo C     1ª Grupo A x 2ª Grupo B
Grupo D    1ª Grupo B x 2ª Grupo A

Artigo 7:   Quarta Fase (Final): Sub 11, Sub 13 ,Sub 15 e Sub 17: As duas equipes classificadas da fase anterior farão a decisão em jogo único. Persistindo o empate, a decisão será em penalidades máximas. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá.

Sub 11,  Sub 13 e  Sub 15:

Grupo I     classificado grupo G x classificado grupo H

Sub 17

Grupo E     classificado grupo C x classificado grupo D


Artigo 8:  DESEMPATE POR INDÍCE TÉCNICO

1-   Maior número de pontos na somatória (todas as fases).
2-   Maior número de vitórias.
3-   Confronto direto entre as equipes
4-   Menor número de gols sofridos
5-   Melhor saldo de gols.
6-   Menor número de cartões (vermelhos e amarelos na competição)


Artigo 9:  PREMIAÇÃO
A Liga Municipal de Futebol Amador premiará cada categoria com troféus e 30 medalhas (personalizados): Campeão, Vice-campeão, artilheiro e goleiro menos vazado. (o goleiro terá que participar no mínimo de 75% dos jogos).




Capítulo III: DA DOCUMENTAÇÃO

Artigo 10: Os atletas deverão apresentar um documento oficial (RG, passaporte com foto) ao representante da Liga no local de jogo (antes do inicio da partida) para que possa estar apto para a disputa. Se não apresentar o documento fica impossibilitado de participar da partida. A escalação de atleta, sem documentação de acordo com este artigo, implicará na perda de três (3) pontos para a equipe adversária. Os atletas poderão jogar apenas em uma categoria por data, (quando for datas diferentes será permitido atuar em categorias diferentes) os mesmos só poderão defender apenas uma equipe em toda  a competição.

Artigo 11: Cada equipe poderá inscrever 35 atletas durante a primeira fase da competição, o prazo será esgotado ao término da mesma. A inscrição só poderá ser feita até a quinta feira às 12h00min, através de e-mail, Watts App ou pessoalmente na sede da Liga Desportiva.

Artigo 12: A utilização de atletas irregulares (fora da idade) implicará na eliminação do atleta da equipe infratora. A equipe que colocar o atleta além da perda dos pontos será punida com multa de R$ 1.000,00 ( Hum mil reais).

Artigo 13: Só serão aceitos recursos na LMFA até 48 horas pós jogo mediante ao pagamento de 4 (quatro) salários mínimos junto a tesouraria da entidade.
NÃO SERÃO ACEITOS RECURSOS SEM O PAGAMENTO DA TAXA.


Capítulo IV: DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 

Artigo 14: Caso uma equipe seja eliminada ou abandone a competição, não importando os motivos, os pontos disputados e conquistados pela mesma serão considerados para efeito de classificação, e os jogos ainda a serem realizados terão computados os pontos para as equipes que ainda não jogaram. É obrigatório o cumprimento de tabela em todas as categorias, caso haja desistência em uma categoria, as demais categorias da mesma equipe estarão automaticamente eliminadas.

Artigo 15: Será de responsabilidade de cada equipe quando indicar o campo e aceito pela Liga, onde serão realizadas as partidas, estar em perfeitas condições de uso (campo com grama aparada e riscado conforme as normas, vestiários para os árbitros e equipe visitante com chave na porta, portões de acesso ao campo de jogo com cadeados e bandeiras nos quatro cantos do gramado). Caso haja necessidade na troca de uniformes, deverá ser feita pela equipe mandante. Como todas as rodadas serão duplas, triplas, ou quádruplas, considera-se mandante a equipe que tem o seu nome escrito na parte esquerda da súmula.


Artigo 16: Caberá a equipe mandante do jogo, providenciar condições de trabalho seguras para o representante da LMFA, bem como mesa e cadeira para que o mesmo possa desenvolver seu trabalho devidamente acomodado.

Artigo 17: Nos estádios onde houver invasões relatadas pelo representante ou arbitro, ficará a equipe relatada sujeita a punição administrativa imposta pelo Presidente da LMFA.

Artigo 18: Se houver agressão física ou verbal ao qualquer integrante da arbitragem, representante ou diretores da LMFA, por parte de jogadores, diretores ou torcedores, o agressor e sua equipe serão eliminados da competição.

Artigo 19: Caso algum integrante da comissão técnica seja excluído do banco de reservas, o mesmo fica automaticamente suspenso por uma rodada, podendo a Superintendência da LMFA punir com o número de jogos necessários de acordo com a gravidade.
**Vale ressaltar que essa punição não exime o infrator de outras sanções impostas pela Comissão Disciplinar da competição.


Artigo 20: De acordo com a legislação em vigor haverá a suspensão automática para o atleta expulso de uma partida ou que vier receber três cartões amarelos, independente de outras sanções que a Comissão Disciplinar da LMFA poderá lhe impor. Essa suspensão deverá ser cumprida no jogo seguinte da tabela. Se por ventura a equipe se utilizar de atleta irregular ou suspenso a mesma perderá automaticamente os pontos para o adversário.

 **Vale ressaltar que o controle de cartões é de inteira responsabilidade das equipes, tendo em vista que ao término dos jogos, cada equipe receberá a comunicação de penalidades do arbitro e representante da LMFA.


Artigo21: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de arbitragem no intervalo dos jogos que será de R$ 250,00 (Duzentos e cinqüenta reais) para as categorias (Sub 11/Sub 13 e Sub 15) e R$ 100,00 (cem reais) para a categoria (Sub 17). Para os jogos fora de Maringá será cobrada a locomoção. Preços individuais para cada respectiva categoria: (Sub 11- R$ 80.00, Sub 13 R$ 85.00, ,Sub 15 R$ 90.00 e Sub 17 R$ 100.00).

A equipe que não efetuar o pagamento da taxa de arbitragem no local do jogo, caso seja a vencedora perderá seus pontos para o adversário. Caso seja a equipe perdedora ficará suspensa até que faça o devido pagamento, podendo inclusive ser eliminada na seqüência. Todas as equipes terão que efetuar o pagamento da taxa de inscrição antes do inicio da competição. O prazo máximo é até dia 31 de agosto.

Artigo 22: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de inscrição que será de R$ 1.000,00 (Hum mil reais).

Artigo 23: As rodadas serão marcadas aos sábados e domingos ou em feriados caso a entidade organizadora do campeonato julgue necessária, os jogos serão marcados em campos determinados pela Liga. Os jogos terão inicio às 07h45 em caso de rodada com quatro jogos e 8 hs15 em caso de rodada dupla ou tripla, tendo tolerância de 15 minutos apenas para o primeiro jogo. Após o prazo tolerado será aplicado WO a favor da equipe vencedora (1x0). Não haverá tolerância á partir do segundo jogo.
  
Artigo 24: Caso uma equipe não compareça ao local do jogo marcado em duas oportunidades, será considerado resultado de WO (1 x 0) em cada uma delas. A mesma será eliminada caso não haja um justificativa(s) considerável (is) e terá que pagar a taxa de arbitragem. Que será analisada pela diretoria da Liga.

Artigo 25: O tempo total de jogo será de 70 minutos na categoria Sub 17, divididos em dois tempos de 35, de 60 minutos divididos em dois de 30 minutos para a categoria Sub 15, 50 minutos divididos em dois tempos de 25 para a categoria Sub 13 e 40 minutos divididos em dois tempos de 20 para a categoria Sub 11. 

Artigo 26: As equipes deverão adentrar ao campo de jogo no máximo 10 (dez) minutos antes do início das partidas e com no mínimo 7 (sete)atletas e no máximo 11 (onze) atletas devidamente uniformizados com camisas, calções, meias, chuteiras e caneleiras conforme recomendações da Internacional Bord. Obs.: Será obrigatório o uso de caneleiras. Todos os atletas terão que usar caneleiras.

Artigo 27: Em cada partida será permita a realização de 09 (nove) substituições e poderá ficar no banco de reservas 11(onze) atletas devidamente uniformizados. Na categoria Sub 11 as alterações são ilimitadas inclusive atletas podendo retornar a partida. Não poderão ser utilizados jogadores em duas categorias diferentes no mesmo dia do jogo. Também será permitida a presença de três pessoas da comissão técnica, desde que apresentem um documento oficial com foto para o representante.

Artigo 28: Caberá as equipes apresentarem duas bolas em condições para a realização dos jogos. Na categoria sub-11 deverá ser apresentada bolas de acordo com a categoria (número 4).
Artigo 29: Cada partida valerá 3 (três) pontos por vitória e 1(um) ponto por empate.

Artigo 30: É obrigatório para todas as equipes participantes da competição o cumprimento de toda a tabela de jogos, ficando a mercê de punição as infratoras.

Todas as equipes participantes do Campeonato deverão seguir fielmente todos os artigos e parágrafos deste Regulamento, que será soberano e prioritário sobre qualquer outro regulamento. Os casos omissos ao presente Regulamento serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Este Regulamento foi aprovado após conselho arbitral, em reunião prévia ao inicio dos Campeonatos Regionais das categorias de base 2017 (2º semestre/Copa Catedral). O certame será disputado pelos clubes inscritos e expressos no artigo 3ª, que deverão cumprir fielmente o que estabelece este Regulamento, normas da arbitragem nacional, leis das entidades superiores e os casos disciplinares serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Nenhuma equipe poderá recorrer à justiça comum, com pena de ser eliminada da competição ou desfiliada da LMFA e FPF.      

Maringá, 25 de Agosto de 2017.   

Dirceu Oscar de Mattos
Presidente 

Dr Umberto Carlos Becker
Presidente Junta Justiça Desportiva

Júlio César de Andrade
Secretário Executivo

Mauricio Albano
Diretor de Futebol

Ademir José Delgado
Diretor de arbitragem    


Campeonato Amador 2017

J.J.D 

Campeonato Amador 2017

Junta Justiça Desportiva 














ATO ADMINISTRATIVO 


De acordo com o artigo 15 do REGULAMENTO do Campeonato Amador de 2017, a equipe do São Jorge FC perde os pontos para o C.A.P Munhoz de Mello por utilizar atleta profissional sem ter feito reversão de categoria para amador e o mesmo ter atuado em 2016 pelo Campeonato Paranaense de profissionais, desta forma ferindo o Regulamento.  (Conforme documento em anexo). 








Resultado do jogo
30/04/2017   São Jorge  FC 0 C.A.P Munhoz

Classificação

Grupo A
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
SG
1ª  CAP Munhoz
16
07
05
01
01
14
09
 05
2ª  EC Bom Sucesso
09
07
03
00
04
13
17
-04
3ª  AC Marialva
07
07
02
01
04
11
14
-03
4ª  Barbosa/Fênix
05
07
01
02
04
09
16
-07

Grupo B
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
 SG
1ª  Sarandi/Vid Vitória
15
07
05
00
02
19
11
 08
2ª  São Jorge FC
13
07
04
01
02
15
09
 06
3ª  Paiva Jeans/Apucarana
10
07
03
01
03
12
11
 01
4ª  Iguatemi FC
05
07
01
02
04
10
16
-06


Artigo 15- A utilização de atletas irregulares durante qualquer fase da competição implicará na perda de 03(três) pontos pela equipe infratora em favor da equipe adversária.  Atletas profissionais que não tenham atuado no ano de 2016 poderão participar da competição sem a necessidade de reversão de categoria. Obs.: (Os atletas ainda profissionais, que atuaram no ano de 2016, terão que fazer a reversão de categoria (profissional para amador)).


Dê ciência às partes.

Publique-se

Maringá, 03 de Maio de 2017.

Dirceu Oscar de Mattos
Presidente.

                                                                     



COPA CIDADE CANÇÃO/BASE 2017

O presidente da Liga Desportiva de Maringá, o Sr Dirceu Oscar de Mattos  no uso de suas atribuições que lhe são conferidas suspende o técnico Ricardo Nochetti (R2 Football Team/Grêmio F.P.A) categoria Sub 13 por tempo indeterminado por práticas de atos de indisciplina conforme relatório em súmula  no jogo entre Atlético UEM R2 Football Team/Grêmio F.P.A  (Sub 13) em 29/04/2017 na cidade de Maringá, campo da Universidade Estadual .


Anote-se, publique-se e cumpra-se.

Maringá  02/05/2017.


CAMPEONATO AMADOR 2017
JOGO IGUATEMI FC 0X2 E.C.BOM SUCESSO
(Sub Judíce)

Em data de 28 de abril de 2017 o Dr. Umberto Carlos Becker presidente da Junta de Justiça Desportiva da Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá proferiu o seguinte despacho: (anexo)















Desta forma se mantém o resultado em campo disputado no dia 02/04/2017 Iguatemi 0x2 Bom Sucesso, ficando assim a classificação atualizada da referida competição.


Classificação

Grupo A
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
SG
1ª  CAP Munhoz
13
06
04
01
01
13
09
 04
2ª  EC Bom Sucesso
09
06
03
00
03
12
14
-02
3ª  AC Marialva
06
06
02
00
04
10
13
-03
4ª  Barbosa/Fênix
02
06
00
02
04
05
14
-09

Grupo B
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
 SG
1ª  São Jorge FC
13
06
04
01
01
15
08
 07
2ª  Sarandi/Vid Vitória
12
06
04
00
02
16
10
 06
3ª  Paiva Jeans/Apucarana
09
06
03
00
03
11
10
 01
4ª  Iguatemi FC
05
06
01
02
03
08
12
-04



Copa Cidade Canção 2017
Junta Justiça Desportiva 
















Copa Cidade Canção 2017 

I
O jogo entre Prefeitura Municipal de Sarandi x N5 Brazillian Soccer A (categoria Sub 13) disputado pela Copa Cidade Canção de categorias de base no estádio Waldemar Bravin no distrito de Floriano em 22/04/2017 teve por parte da equipe do N5 Brazillian Soccer A a utilização do atleta Gustavo Arthur S. Tavares de maneira irregular, o mesmo havia jogado pela própria equipe da Prefeitura Municipal de Sarandi no jogo do dia 01/04/2017 contra a equipe do Country Club na referida categoria no estádio Pioneiros em Paiçandu. Diante dos fatos com base no Artigo 12 do Regulamento o resultado do jogo fica da seguinte maneira: Prefeitura Municipal de Sarandi 1x0 N5 Brazillian Soccer A. Sendo assim a classificação do Grupo B na categoria Sub 13 fica desta maneira:

Grupo B
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
SG
1ª  E.F.F.Amistosos
07
03
02
01
00
13
00
 13
  Laranja Mecânica 
07
03
02
01
00
16
01
 15
3ª  Country Club
06
03
02
00
01
05
03
 02
4ª  PM Sarandi  
06
03
02
00
01
04
03
 01
5ª  N5 Brazillian Soccer A
06
04
02
00
02
11
06
 05
6ª  N5 Brazillian Soccer B
03
04
01
00
03
09
08
 01
7ª  C.E.Miosótis/SESP
03
04
01
00
03
02
25
-23
8ª  ADAL/S.A.F
00
02
00
00
02
00
14
-14


Dê ciência às partes.

Publique-se

Maringá, 25 de Abril de 2017.

Dirceu Oscar de Mattos
Presidente.



II

O presidente da Liga Desportiva de Maringá, o Sr Dirceu Oscar de Mattos no uso de suas atribuições que lhe são conferidas ELIMINA da Copa Cidade Canção de categorias de Base o atleta  Gustavo Arthur S. Tavares por ter infringido o artigo 12 do Regulamento atuando em duas agremiações na mesma competição.

Anote-se, publique-se e cumpra-se.

Maringá  25/04/2017.



Campeonato Amador 2017
Junta Justiça Desportiva 

















 PROCESSO 001/2017
 Campeonato Amador de 2017 

O jogo entre Iguatemi FC x Bom Sucesso disputado pela 4ª rodada do 1ª turno em 02/04/2017 no distrito de Iguatemi está com o resultado SUB JUDÍCE . Os documentos apresentados por ambas às partes foram encaminhados ao presidente da Junta Justiça Desportiva Dr.Umberto Carlos Becker para análise. Até que seja divulgado o PARECER da JJD Junta Justiça Desportiva fica assim a classificação do Campeonato Amador sem a computação dos pontos na referida partida.

Classificação

Grupo A
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
SG
1ª CAP Munhoz
09
04
03
00
01
08
05
 03
2ª AC Marialva
03
04
01
00
03
06
09
-03
3ª Barbosa Fênix
02
04
00
02
02
04
08
-04
4ª EC Bom Sucesso
00
02
00
00
02
03
08
-05

Grupo B
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
SG
1ª  Sarandi/Vid Vitória
09
04
03
00
01
12
07
05
2ª  São Jorge FC
07
04
02
01
01
09
07
02
3ª  Paiva Jeans/Apucarana
06
03
02
00
01
05
03
02
4ª  Iguatemi FC
04
03
01
01
01
04
04
00

Dê ciência às partes.

Publique-se

Maringá, 06 de Abril de 2017.

Dirceu Oscar de Mattos
Presidente.


Campeonato Amador 2017

J.J.D 

Campeonato Amador 2017

Junta Justiça Desportiva 














ATO ADMINISTRATIVO 


De acordo com o artigo 15 do REGULAMENTO do Campeonato Amador de 2017, a equipe do E.C.Bom Sucesso perde os pontos para o Iguatemi FC por utilizar atleta profissional sem ter feito reversão de categoria e o mesmo ter atuado em 2016 pelo Campeonato Carioca de profissionais em duas partidas, desta forma ferindo o Regulamento.  (Conforme documento em anexo).

02/04/2017   Iguatemi FC 1x0 Bom Sucesso


Classificação

Grupo A
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
SG
1ª CAP Munhoz
09
04
03
00
01
08
05
 03
2ª AC Marialva
03
04
01
00
03
06
09
-03
3ª Barbosa Fênix
02
04
00
02
02
04
08
-04
4ª EC Bom Sucesso
00
03
00
00
03
03
07
-04

Grupo B
PG
TJ
V
E
D
GP
GC
SG
1ª  Sarandi/Vid Vitória
09
04
03
00
01
12
07
 05
2ª  Iguatemi FC
07
04
02
01
01
05
04
 01
3ª  São Jorge FC
07
04
02
01
01
09
07
 02
4ª  Paiva Jeans/Apucarana
06
03
02
00
01
05
03
 02



http://www.fferj.com.br/

Artigo 15- A utilização de atletas irregulares durante qualquer fase da competição implicará na perda de 03(três) pontos pela equipe infratora em favor da equipe adversária.  Atletas profissionais que não tenham atuado no ano de 2016 poderão participar da competição sem a necessidade de reversão de categoria. Obs.: (Os atletas ainda profissionais, que atuaram no ano de 2016, terão que fazer a reversão de categoria (profissional para amador)).


Dê ciência às partes.

Publique-se

Maringá, 04 de Abril de 2017.

Dirceu Oscar de Mattos
Presidente.


                                                                     




O presidente da Liga Desportiva de Maringá, o Sr Dirceu Oscar de Mattos  no uso de suas atribuições que lhe são conferidas suspende o técnico  Edmar Godinho (Iguatemi FC) em todas as competições organizadas pela entidade por um jogo por práticas de atos de indisciplina conforme relatório em súmula  no jogo entre Iguatemi FC 3x2 A.C.Marialva  em 19/03/2017 no distrito de Iguatemi.


Anote-se, publique-se e cumpra-se.

Maringá  20/03/2017.





O presidente da Liga Desportiva de Maringá, o Sr Dirceu Oscar de Mattos  no uso de suas atribuições que lhe são conferidas suspende o presidente Willian Porfírio (Iguatemi FC) em todas as competições organizadas pela entidade por um jogo por práticas de atos de indisciplina conforme relatório em súmula  no jogo entre Iguatemi FC 3x2 A.C.Marialva  em 19/03/2017 no distrito de Iguatemi.


Anote-se, publique-se e cumpra-se.

Maringá  20/03/2017.


O presidente da Liga Desportiva de Maringá, o Sr Dirceu Oscar de Mattos  no uso de suas atribuições que lhe são conferidas suspende o técnico Sidnei da Silva Borges (E.C.Bom Sucesso) em todas as competições organizadas pela entidade por tempo indeterminado por práticas de atos de indisciplina conforme relatório em súmula  no jogo entre São Jorge FC 5x3 E.C.Bom Sucesso  em 19/03/2017 na cidade de São Jorge do Ivaí.


Anote-se, publique-se e cumpra-se.

Maringá  20/03/2017.


O presidente da Liga Desportiva de Maringá, o Sr Dirceu Oscar de Mattos  no uso de suas atribuições que lhe são conferidas suspende o atleta Jéfferson Fernando Origuella (E.C.Bom Sucesso) em todas as competições organizadas pela entidade por tempo indeterminado por práticas de atos de indisciplina conforme relatório em súmula  no jogo entre São Jorge FC 5x3 E.C.Bom Sucesso  em 19/03/2017 na cidade de São Jorge do Ivaí.


Anote-se, publique-se e cumpra-se.

Maringá  20/03/2017.




      
LIGA MUNICIPAL
DE FUTEBOL AMADOR DE MARINGÁ

(Regulamento)

Campeonatos Regionais
Categorias de Base 2017
(1º semestre)
                      
Copa Cidade Canção


Gestão: Dirceu Oscar de Mattos
2014/2018

 Regulamento do Campeonato Regional de Categorias de Base 2017 (1ª Semestre)

Capítulo I: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Artigo 1: Os Campeonatos de Categorias de Base 2017- Sub 11, Sub 13, Sub 15 e Sub 17 promovidos e organizados pela Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá, serão disputados nas conformidades do presente Regulamento, normas da arbitragem e leis de entidades superiores.

Artigo 2:   Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a competição e entra em vigor após sua homologação pela Presidência.

Artigo 3:   A competição será iniciada oficialmente nos dias 18 e 19/03/2017, participam da mesma as seguintes equipes:

Sub 17

Grupo A
Grupo B
C.A.Alvorada A
Fênix
Floresta
Atlético UEM B
R2 Football Team/Grêmio
Paiçandu
Toque de Mestre/SEJUV
ADAL/S.A.F
Atlético UEM A
C.E.Três Lagoas/SESP
Marialva
CAP Munhoz
Club UNIFAFC FB
CE Miosótis/SESP
.



Sub 15

Grupo A
Grupo B
Instituto Alex Santos
Fênix
Floresta
N5 Brazillian Soccer A
R2 Football Team/Grêmio
Laranja Mecânica
Projeto Social Índio
E.F.F.Amistosos
Atlético UEM
ADAL/S.A.F
Marialva
Camisa 10/Pinos e Beer
Club UNIFAFC FB
CAP Munhoz
Toque de Mestre/SEJUV
N5 Brazillian Soccer B


Sub 13

Grupo A
Grupo B
Kantu da Bola
Country Club
Floresta
N5 Brazillian Soccer A
R2 Football Team/Grêmio
Laranja Mecânica
Projeto Social Índio
E.F.F.Amistosos
Atlético UEM
ADAL/S.A.F.
Toque de Mestre/SEJUV
CE Miosótis/SESP

N5 Brazillian Soccer B

PM Sarandi


Sub 11

Grupo A
Grupo B
Kantu da Bola
Country Club
Floresta
N5 Brazillian Soccer A
R2 Football Team/Grêmio
Laranja Mecânica
Projeto Social Índio
E.F.F.Amistosos/Olímpico
Toque de Mestre/SEJUV
PM Sarandi


Capítulo II: DO SISTEMA DE DISPUTA

Artigo 4: - Primeira Fase: Nas categorias Sub-13, Sub-15 e Sub 17  serão formados dois grupos (A e B), as equipes se enfrentam dentro do próprio grupo em turno único, classificando-se as quatro melhores de cada grupo para a segunda fase. Na categoria Sub-11, a primeira fase será disputada em dois turnos com jogos único, de acordo com sorteio o grupo A ficou com 5 equipes enquanto o grupo B com 4 equipes, no primeiro turno o enfrentamentos será dentro do grupo e no segundo turno os times do grupo A enfrentam os times do grupo B, classificando-se as duas melhores de cada grupo para a segunda fase. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Se houver empate em números de pontos a equipe classificada será aquela que tiver melhor índice técnico da primeira fase, de acordo com o artigo 8 do regulamento.


Artigo 5: Segunda Fase: (Quartas de final): Sub- 13 , Sub- 15 e Sub- 17  : as oito equipes classificadas da 1ª fase serão distribuídas em quatro grupos de 02 equipes em cada (C, D, E e F), os jogos serão dentro do próprio grupo em ida e volta, as equipes de melhores campanhas em cada grupo tem a vantagem de empate na soma dos resultados. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Caso duas ou mais equipes empatem em números de pontos será aplicado o critério por índice técnico de acordo com o artigo 8 do regulamento.

Sub 13,  Sub 15 e Sub 17 :

Grupo C  1ª A x 4ª B
Grupo 1ª B  x 4ª A   
Grupo E  2ª A x 3ª B
Grupo 2ª  B x  3ª A

Artigo 6:   Terceira Fase (Semifinais): Sub 11, Sub 13 , Sub 15 e Sub 17: Será disputada a fase semifinal em jogos de ida e volta, as equipes de melhores campanhas em cada grupo tem a vantagem de empate na soma dos resultados. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá. Para a Sub 11 trata-se da segunda fase e será disputada no mesmo sistema do artigo 6.

Sub 13  Sub 15 e Sub 17 :

Grupo G    vencedor Grupo C x vencedor Grupo F
Grupo H   vencedor Grupo D x vencedor Grupo E

Sub 11

Grupo C     1ª Grupo A x 2ª Grupo B
Grupo D    1ª Grupo B x 2ª Grupo A

Artigo 7:   Quarta Fase (Final): Sub 11, Sub 13 ,Sub 15 e Sub 17: As duas equipes classificadas da fase anterior farão a decisão em jogos de ida e volta. Persistindo o empate, a equipe de melhor campanha em todo o campeonato será declarada campeã. O mando de campo pertence à Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá.

Sub 13  Sub 15 e  Sub 17:

Grupo I     classificado grupo G x classificado grupo H

Sub 11

Grupo E     classificado grupo C x classificado grupo D

Artigo 8:  DESEMPATE POR INDÍCE TÉCNICO

1-   Maior número de pontos na somatória (todas as fases).
2-   Maior número de vitórias.
3-   Confronto direto entre as equipes
4-   Menor número de gols sofridos
5-   Melhor saldo de gols.
6-   Menor número de cartões (vermelhos e amarelos na competição)

Artigo 9:  PREMIAÇÃO
A Liga Municipal de Futebol Amador premiará cada categoria com troféus e 35 medalhas: Campeão, Vice-campeão, artilheiro e goleiro menos vazado. (o goleiro terá que participar no mínimo de 75% dos jogos).


Capítulo III: DA DOCUMENTAÇÃO

Artigo 10: Os atletas deverão apresentar um documento oficial (RG, passaporte com foto) ao representante da Liga no local de jogo (antes do inicio da partida) para que possa estar apto para a disputa. Se não apresentar o documento fica impossibilitado de participar da partida. A escalação de atleta, sem documentação de acordo com este artigo, implicará na perda de três (3) pontos para a equipe adversária. Os atletas poderão jogar apenas em uma categoria por data
 (quando forem data diferente será permitido atuar em categorias diferentes) e os mesmos só poderão defender apenas uma equipe em toda  a competição.

Artigo 11: Cada equipe poderá inscrever 35 atletas durante a primeira fase da competição, o prazo será esgotado ao término da mesma. A inscrição só poderá ser feita até a quinta feira às 12h00min, através de e-mail, wats app ou pessoalmente na sede da Liga Desportiva.

 Artigo 12: A utilização de atletas irregulares (fora da idade) implicará na eliminação do atleta da equipe infratora. A equipe que colocar o atleta alem da perda dos pontos será punida com multa de R$ 1.000,00 ( Hum mil reais).

Artigo 13: Só serão aceitos recursos na LMFA até 48 horas pós jogo mediante ao pagamento de 4 (quatro) salários mínimos junto a tesouraria da entidade.
NÃO SERÃO ACEITOS RECURSOS SEM O PAGAMENTO DA TAXA.


Capítulo IV: DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Artigo 14: Caso uma equipe seja eliminada ou abandone a competição, não importando os motivos, os pontos disputados e conquistados pela mesma serão considerados para efeito de classificação, e os jogos ainda a serem realizados terão computados os pontos para as equipes que ainda não jogaram. É obrigatório o cumprimento de tabela em todas as categorias, caso haja desistência em uma categoria, as demais categorias da mesma equipe estarão automaticamente eliminadas.

Artigo 15: Será de responsabilidade de cada equipe quando indicar o campo e aceito pela Liga, onde serão realizadas as partidas, estar em perfeitas condições de uso (campo com grama aparada e riscado conforme as normas, vestiários para os árbitros e equipe visitante com chave na porta, portões de acesso ao campo de jogo com cadeados e bandeiras nos quatro cantos do gramado). Caso haja necessidade na troca de uniformes, deverá ser feita pela equipe mandante. Como todas as rodadas serão duplas, triplas, ou quádruplas, considera-se mandante a equipe que tem o seu nome escrito na parte esquerda da súmula.

 Artigo 16: Caberá a equipe mandante do jogo, providenciar condições de trabalho seguras para o representante da LMFA, bem como mesa e cadeira para que o mesmo possa desenvolver seu trabalho devidamente acomodado.

Artigo 17: Nos estádios onde houver invasões relatadas pelo representante ou arbitro, ficará o mesmo sujeito a interdição administrativa imposta pelo Presidente da LMFA, pelo período que achar conveniente.

Artigo 18: Se houver agressão física ou verbal ao qualquer integrante da arbitragem, representante ou diretores da LMFA, por parte de jogadores, diretores ou torcedores, o agressor e sua equipe serão eliminados da competição.

Artigo 19: Caso algum integrante da comissão técnica seja excluído do banco de reservas, o mesmo fica automaticamente suspenso por uma rodada, podendo a Superintendência da LMFA punir com o número de jogos necessários de acordo com a gravidade.
**Vale ressaltar que essa punição não exime o infrator de outras sanções impostas pela Comissão Disciplinar da competição.

Artigo 20: De acordo com a legislação em vigor haverá a suspensão automática para o atleta expulso de uma partida ou que vier receber três cartões amarelos, independente de outras sanções que a Comissão Disciplinar da LMFA poderá lhe impor. Essa suspensão deverá ser cumprida no jogo seguinte da tabela. Se por ventura a equipe se utilizar de atleta irregular ou suspenso a mesma perderá automaticamente os pontos para o adversário.
 **Vale ressaltar que o controle de cartões é de inteira responsabilidade das equipes, tendo em vista que ao término dos jogos, cada equipe receberá a comunicação de penalidades do arbitro e representante da LMFA.

 Artigo  21: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de arbitragem no intervalo dos jogos que será de R$ 250,00 (Duzentos e cinqüenta reais) para as categorias (Sub 11/Sub 13 e Sub 15) e R$ 100,00 (cem reais) para a categoria (Sub 17). Para os jogos fora de Maringá será cobrada a locomoção.

A equipe que não efetuar o pagamento da taxa de arbitragem no local do jogo, caso seja a vencedora perderá seus pontos para o adversário. Caso seja a equipe perdedora ficará suspensa até que faça o devido pagamento, podendo inclusive ser eliminada na seqüência. Todas as equipes terão que efetuar o pagamento da taxa de inscrição antes do inicio da competição. O prazo máximo é até dia 16 de março.

Artigo 22: Caberá a cada equipe efetuar o pagamento da taxa de inscrição que será de R$ 1.000,00 Hum mil reais.

Artigo 23: As rodadas serão marcadas aos sábados e domingos ou em feriados caso a entidade organizadora do campeonato julgue necessária, os jogos serão marcados em campos determinados pela Liga. Os jogos terão inicio às 07h30 em caso de rodada com quatro jogos e 8 hs00 em caso de rodada dupla ou tripla, tendo tolerância de 30 minutos apenas para o primeiro jogo. Após o prazo tolerado será aplicado WO a favor da equipe vencedora (1x0). Não haverá tolerância á partir do segundo jogo.
  
Artigo 24: Caso uma equipe não compareça ao local do jogo marcado em duas oportunidades, será considerado resultado de WO (1 x 0) em cada uma delas. A mesma será eliminada caso não haja um justificativa(s) considerável (is) e terá que pagar a taxa de arbitragem. Que será analisada pela diretoria da Liga.

Artigo 25: O tempo total de jogo será de 70 minutos na categoria Sub 17, divididos em dois tempos de 35, de 60 minutos divididos em dois de 30 minutos para a categoria Sub 15, 50 minutos divididos em dois tempos de 25 para a categoria Sub 13 e 40 minutos divididos em dois tempos de 20 para a categoria Sub 11. 

Artigo 26: As equipes deverão adentrar ao campo de jogo no máximo 10 (dez) minutos antes do início das partidas e com no mínimo 7 (sete)atletas e no máximo 11 (onze) atletas devidamente uniformizados com camisas, calções, meias, chuteiras e caneleiras conforme recomendações da Internacional Bord. Obs.: Será obrigatório o uso de caneleiras. Todos os atletas terão que usar caneleiras.

Artigo 27: Em cada partida será permita a realização de 09 (nove) substituições e poderá ficar no banco de reservas 11(onze) atletas devidamente uniformizados. Não poderão ser utilizados jogadores em duas categorias diferentes no mesmo dia de jogo.Também será permitida a presença de três pessoas da comissão técnica, desde que apresentem um documento oficial com foto para o representante.

Artigo 28: Caberá as equipes apresentarem duas bolas em condições para a realização dos jogos. Na categoria sub-11 deverá ser apresentada bolas de acordo com a categoria.

Artigo 29: Cada partida valerá 3 (três) pontos por vitória e 1(um) ponto por empate.

Artigo 30: É obrigatório para todas as equipes participantes da competição o cumprimento de toda a tabela de jogos, ficando a mercê de punição as infratoras.

 Todas as equipes participantes do Campeonato deverão seguir fielmente todos os artigos e parágrafos deste Regulamento, que será soberano e prioritário sobre qualquer outro regulamento. Os casos omissos ao presente Regulamento serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Este Regulamento foi aprovado após conselho arbitral, em reunião prévia ao inicio dos Campeonatos Regionais das categorias de base 2017 (1º semestre/Copa Cidade Canção). O certame será disputado pelos clubes inscritos e expressos no artigo 3ª, que deverão cumprir fielmente o que estabelece este Regulamento, normas da arbitragem nacional, leis das entidades superiores e os casos disciplinares serão resolvidos pela Junta Disciplinar da LMFA que aplicará o Código Brasileiro Disciplinar de Justiça Desportiva. Nenhuma equipe poderá recorrer à justiça comum, com pena de ser eliminada da competição ou desfiliada da LMFA e FPF.      

Maringá, 06 de Março de 2017.   

Dirceu Oscar de Mattos
Presidente 

Dr Umberto Carlos Becker
Presidente Junta Justiça Desportiva


Júlio César de Andrade
Secretário Executivo

Mauricio Albano
Diretor de Futebol

Ademir José Delgado

Diretor de arbitragem    






LIGA MUNICIPAL
DE FUTEBOL AMADOR DE MARINGÁ


REGULAMENTO

Campeonato Amador 2017



Gestão: Dirceu Oscar de Mattos
2014/2018



José Tadeu Seneme
Vice-presidente

 

Artigo. 1º- O Campeonato Amador de 2017 de Futebol promovido pela Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá, será disputado na conformidade do presente Regulamento, normas da arbitragem e leis das Entidades superiores.

Artigo 2- O Campeonato Amador de 2017 é uma Competição Oficial da Liga Municipal de Futebol Amador de Maringá.

§Único: As normas relativas à forma de disputa da competição, depois de aprovado em conselho arbitral, somente poderão ser alteradas por decisão unânime dos respectivos participantes e desde que seja aprovada pelo Departamento de Futebol da LMFA e homologada pela presidência. 

Artigo 3- As associações que tenham concordado em participar da competição deverão reconhecer como instância definitiva para resolver questões entre si ou entre elas a Junta de Justiça Desportiva da LMFA, para todos os casos referentes ao Campeonato Amador de 2017, depois de resolução tomada pela Entidade e JJD, nenhuma equipe poderá recorrer a mais nenhuma instancia, podendo ser eliminada da competição, caso recorra à outra qualquer.

Artigo 4- Este Regulamento após aprovação da Comissão de Arbitragem e Depto. Técnico da LMFA foi devidamente homologado pela presidência e entra em vigor após a sua publicação em Boletim Oficial-003/2017.

Artigo 5- A Competição será iniciada oficialmente no dia 12/03/2016, reunindo as seguintes equipes: 

           
Grupo A
Grupo B
E.C.Bom Sucesso
Paiva Jeans/Apucarana
Barbosa Ferraz/Fênix
São Jorge FC
A.C.Marialva
Sarandi FC/Vidraçaria Vitória
CAP Munhoz de Mello
Iguatemi FC


Artigo 6-(1ª FASE) 
 Serão formados dois grupos, A e B. As equipes do grupo A enfrentam as equipe do grupo B em turno e returno, classificando-se as duas melhores de cada grupo para a segunda fase.
  • Para o 2º turno haverá inversão simples de mando de jogo. Havendo igualdade na soma de pontos as equipes classificadas serão conhecidas pelo critério de desempate (Artigo 9).

Artigo 7- (2ª FASE) Semifinais
 Na segunda fase as (04) quatro equipes classificadas da 1ª fase, formarão os grupos C e D. Será adotado o sistema eliminatório em jogos de ida e volta, sendo que a equipe que obtiver a melhor campanha em toda a competição, fará a última partida em seu campo. Caso ocorra empate na soma dos resultados das duas partidas, a decisão será em cobranças de penalidades máximas. Não haverá prorrogação.

Grupo C   1ª A x 2ª A  
Grupo D   1ª B x 2ª B 


Artigo 8- FINAIS
 As equipes vencedoras da fase anterior grupo C e grupo D, farão a decisão do Campeonato Amador de 2017 em jogos de ida e volta, sendo que a equipe que obteve a melhor campanha em todas as fases, fará a última partida em seu campo. Caso ocorra empate na soma dos resultados das duas partidas, a decisão será em cobranças de penalidades máximas. Não haverá prorrogação.


Grupo E vencedor grupo C X vencedor grupo D

 Artigo 9- DESEMPATE ÍNDICE TÉCNICO 
1. Maior número de pontos ganhos
2. Maior Número de vitórias
3. Confronto direto
4. Menor número de gols sofridos
5. Maior número de gols a favor
6. Saldo de gols
7. Menor número de Cartões (vermelho e amarelo respectivamente) na competição.

Artigo 10- Premiação:
 Troféus para o CAMPEÃO, VICE-CAMPEÃO, ARTILHEIRO e GOLEIRO MENOS VAZADO e 35 Medalhas de ouro (CAMPEÃO) e 35 de prata (VICE-CAMPEÃO). R$ 10 mil reais para o CAMPEÃO, R$ 5 mil reais para o VICE-CAMPEÃO, R$ 500 quinhentos reais para o ARTILHEIRO, R$ 500 quinhentos reais para o GOLEIRO MENOS VAZADO e R$ 500 quinhentos reais para o TÉCNICO CAMPEÃO.

Artigo 11 - A competição será disputada aos domingos no período da tarde, (15hs30) podendo ocorrer jogos em outras datas e horários mediante comum acordo entre as partes ou por ato administrativo da Presidência da LMFA. 

§ Único: As alterações de datas e horários só poderão ser feitas desde que não resulte em prejuízo a terceiros e que o pedido seja apreciado pela presidência com pelo menos 72(setenta e duas) horas de antecedência.

Artigo 12 - Serão admitidas inscrições de atletas até o final da primeira fase da competição, as inscrições de atletas para o jogo da semana poderá ser realizada até a quinta-feira que antecede a partida até as 12 horas.

Artigo 13- Cada equipe poderá registrar 35 (trinta e cinco) atletas até o final da primeira fase. O atleta que assinou a ficha de inscrição para uma equipe, não poderá assinar para outra com pena de não participar da competição, salvo consiga liberação da primeira equipe por escrito. Está liberada a inscrição de atletas de qualquer parte do Brasil.


Artigo 14 - Só poderão participar dos jogos do campeonato os atletas regularmente inscritos e registrados juntos a secretaria da Liga.

Artigo 15- A utilização de atletas irregulares durante qualquer fase da competição implicará na perda de 03(três) pontos pela equipe infratora em favor da equipe adversária.  Atletas profissionais que não tenham atuado no ano de 2016 poderão participar da competição sem a necessidade de reversão de categoria. Obs.: (Os atletas ainda profissionais, que atuaram no ano de 2016, terão que fazer a reversão de categoria (profissional para amador).

§ 1 - O atleta que for expulso de campo ou do banco de reservas ficará automaticamente impedido de participar da partida subseqüente, independentemente de decisão da Junta de Justiça Desportiva.

§ 2- Se o julgamento ocorrer após o cumprimento da suspensão automática, sendo o atleta suspenso, deduzir-se-á da pena imposta a partida não disputada em conseqüência da expulsão.

§ 3 - Perde a condição de jogo para a partida oficial subseqüente da mesma competição, o atleta advertido pelo árbitro a cada série de três advertências com cartões amarelos, independentemente da seqüência das partidas previstas na tabela da competição.

§ 4 - O controle da contagem do número de cartões amarelos e vermelhos recebidos pelos atletas é de exclusiva responsabilidade dos clubes disputantes da competição.

§ 5 - Na aplicação dos cartões amarelos deve prevalecer o seguinte protocolo:

a) quando um atleta for advertido com o cartão amarelo e posteriormente for expulso de campo pela exibição direta do cartão vermelho, aquele cartão amarelo anteriormente exibido permanecerá em vigor para o cômputo dos três cartões que resultarão em impedimento automático;

b) quando o cartão amarelo a que se refere o item anterior for o terceiro da série, o atleta será penalizado com dois impedimentos automáticos, sendo um pela seqüência dos três cartões amarelos, e outro pelo recebimento do cartão vermelho;

c) quando, na mesma partida, um atleta recebe um primeiro cartão amarelo e posteriormente recebe um segundo cartão amarelo, do que resulta a exibição do cartão vermelho, os cartões amarelos que precederam ao vermelho não serão considerados para o cômputo dos três cartões amarelos que resultam em o impedimento automático;

d) o árbitro deve anotar no item da expulsão da súmula e na comunicação de penalidades, se o atleta foi expulso em decorrência do segundo cartão amarelo ou se foi expulso pelo cartão vermelho direto.

e) os cartões amarelos serão zerados ao final da primeira fase.

Artigo 16- A identificação do atleta é obrigatória e será feita mediante apresentação de um documento oficial com foto ao representante da presidência antes do início da partida.

Artigo 17 - Só serão aceitos recursos na LMFA até 48 horas após a realização da partida, após pagamento de 04(Quatro) salários mínimos junto à tesouraria da LMFA. 

Artigo 18- Será de responsabilidade de cada equipe mandante fornecer o Estádio, onde será realizada a partida em perfeitas condições de utilização (campo com grama aparada e riscado conforme as normas, vestiário para árbitros e equipes visitantes com chave na porta e portões de acesso ao campo de jogo com cadeados, bandeiras nos quatro cantos do gramado). Caso haja necessidade na troca de uniformes este deverá obrigatoriamente ser feito pela equipe mandante.

§ Único - O CLUBE mandante deve providenciar dois gandulas no máximo de até dezoito anos, devidamente treinados e uniformizados, identificados perante o Representante da LMFA antes do início da partida, para exclusiva atuação atrás dos gols, não podendo adentrar ao campo de jogo em hipótese alguma, respondendo o CLUBE mandante pelos atos por eles praticados.

Artigo 19. Caberá ainda a equipe mandante do jogo providenciar no mínimo dois (02) policiais militares devidamente fardados, que deverão estar autorizados pelo Comando do policiamento local para garantir a integridade física e moral dos árbitros e assistentes, torcedores, atletas, dirigentes e imprensa até o encerramento total das atividades. A equipe mandante deverá apresentar oficio protocolado junto a Policia Militar ao representante da partida, antes do inicio do jogo.

Artigo 20- Caberá ainda a equipe mandante do jogo, providenciar condições de trabalho seguras para o representante da LMFA, bem como mesa e cadeiras para que o mesmo possa desenvolver seu trabalho devidamente acomodado. Ambulância que deverá permanecer no campo de jogo durante toda a partida.

Artigo 21- Nos estádios onde acontecerem invasões, arremesso de objetos de qualquer natureza (latinhas, pedras, paus e outros) dentro de campo, relatadas pelo representante, arbitro e assistentes, ficará o mesmo sujeito à interdição administrativa imposta pelo presidente da LMFA, pelo período que achar conveniente.

Artigo 22 - Se houver agressão a qualquer integrante da arbitragem, representante ou diretores da LMFA por parte de jogadores, dirigentes ou torcedores, a equipe perderá o mando de campo na próxima rodada. No caso de jogadores e diretores estes estarão eliminados da competição. De acordo com a gravidade a equipe perderá os pontos e será eliminada da competição.

Artigo 23 - Caberá a equipe mandante estabelecer quanto vai cobrar pelo ingresso no estádio, ficando estabelecido R$10,00 (dez reais),como valor máximo para todo o campeonato. Exceto as finais.

Artigo 24 - Caberá a equipe mandante fornecer a equipe visitante um total de 40(quarenta) ingressos de acesso ao estádio.

Artigo 25- Caberá a equipe mandante efetuar o pagamento das taxas de inscrição, arbitragem e locomoção na sede da entidade no valor de (R$ 7.500,00 sete mil e quinhentos reais) até o dia 10 de março de 2017.Caso não seja feito o pagamento no máximo até o término do primeiro turno a equipe estará automaticamente eliminada.

Artigo 26 - Todas as partidas serão marcadas para 15h30 (salvo acordo entre as partes envolvidas e autorizadas pela Presidência da LMFA ou através de ato administrativo deste), tendo tolerância de 30 minutos, sendo considerado “WxO” depois de decorrido o prazo tolerado, sendo que o placar aplicado será de um a zero (1x0) ao vencedor do jogo. A equipe que não comparecer (02) por duas vezes para o compromisso será eliminada da competição automaticamente. (w x o).

§ Único - A pedido do CLUBE mandante, pode haver mudança do local de jogo, data e horário, até o prazo máximo de setenta e duas horas antes do horário do início da partida designado pela LMFA, com o consentimento do CLUBE adversário e homologação da LIGA.

Artigo 27- Caso uma equipe seja eliminada ou abandone a competição, não importando os motivos, o resultado e os pontos disputados pela mesma até então serão computados   e acrescidos aqueles que ainda não jogaram, resultado de 3 x 0.


Artigo 28 - As equipes deverão adentrar ao campo de jogo 5(cinco) minutos antes do inicio da partida com no mínimo 7(sete) e no máximo 11(onze) atletas. Nenhum jogo do Campeonato poderá ser iniciado com menos de 07 atletas, caso isso ocorra o árbitro aguardará 30(TRINTA) minutos para o início da partida, findo os quais e permanecendo o fato, a associação regularmente presente será declarada vencedora pelo escore de 01x00(um a zero).

Artigo 29-. Os atletas deverão assinar a súmula do jogo 30 minutos antes da hora marcada para o inicio da partida, após se identificarem perante o Representante da LMFA.

Artigo 30-. Todos os atletas deverão estar devidamente uniformizados com camisetas, calções, meias, chuteiras e caneleiras, conforme recomendações da Internacional Board. As camisas deverão ter numeração de 01 até o número 100. 

Artigo 31- Será permitida a realização de 05(cinco) substituições, e poderão permanecer no banco de reservas as seguintes pessoas: 09(nove) atletas devidamente uniformizados. 1 técnico, 1 auxiliar técnico, 1 massagista e 1 diretor.

Caso haja um médico ou preparador físico devidamente credenciado este também gozará deste direito. Os integrantes da comissão técnica deverão apresentar carteirinha da LMFA ou RG (obrigatoriamente) ao representante da partida, para que possam permanecer no campo, caso contrário os mesmos serão impedidos de acompanhar a equipe dentro de campo. 

Artigo 32 - O atleta substituído poderá permanecer no banco de reservas, o mesmo ocorrendo em relação aos atletas que não entrarem no jogo, depois de realizada a quinta substituição, porém os mesmos deverão permanecer devidamente uniformizados.


Artigo 33 - O atleta expulso, não poderá ficar no banco de reservas, o mesmo ocorrendo com as demais pessoas relacionadas na súmula se excluídas. 

Artigo 34 - Caberá a equipe mandante o fornecimento de 03(três) bolas em perfeitas condições de uso para utilização durante a partida.


Artigo 35 - Cada partida valerá 03(três) pontos por vitória e o empate valerá 01(um) ponto e nenhum ponto 00(zero) por derrota. 

Artigo 36 - As equipes participantes da competição deverão seguir fielmente todos os artigos e parágrafos deste regulamento, que será soberano e prioritário sobre qualquer outro regulamento. Os casos omissos ao presente regulamento serão resolvidos pela J.J. D da LMFA que aplicará o que determina o CÓDIGO BRASILEIRO DE JUSTIÇA DESPORTIVA E REGULAMENTO GERAL DAS COMPETIÇÕES ORGANIZADAS PELA FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL.

Este regulamento foi discutido e aprovado pelo Conselho Arbitral, em reunião prévia ao início do Campeonato Amador. O Certame será disputado pelos clubes inscritos e expressos no Artigo 5, que deverão cumprir fielmente o que estabelece este regulamento, normas da arbitragem nacional, leis das entidades superiores e os casos disciplinares e outros serão resolvidos pela Junta de Justiça Desportiva da LMFA, bem como os casos omissos serão analisados pela JJD e LMFA, que darão o parecer definitivo. Nenhuma equipe poderá recorrer à justiça comum, com pena de ser eliminada da competição e desfiliada da LMFA, além de multa de R$10.000,00(Dez mil reais).
                        

                              Maringá, 28 de Fevereiro de 2017.


           
             Júlio César de Andrade                        Mauricio Albano
     Secretário Executivo                     Diretor do Depto de Futebol.


 Comissão de Arbitragem
Ademir José Delgado


Presidente da LMFA.
Dirceu Oscar de Mattos  

Presidente da Junta Justiça Desportiva.
Dr. Umberto Carlos Becker  




                                                                            


Nenhum comentário:

Postar um comentário